Viajar para a Irlanda com seu cão ou gato requer uma série de preparações. Entender das regras específicas para o transporte de animais de estimação vai te ajudar muito no processo. 

Na Pet Viajante, estamos aqui para facilitar esse processo para você, detalhando as etapas necessárias para garantir uma viagem tranquila e sem complicações.


Passo a passo para a Irlanda

Preparação inicial e microchip

O primeiro passo envolve a implantação de um microchip no seu animal de estimação. Este microchip deve estar de acordo com os padrões ISO 11784 e ISO 11785 para ser reconhecido na Irlanda. É importante verificar se o pet já possui um microchip antes de implantar um novo.

Teste de sorologia e querentena para a Irlanda

Após a implantação do microchip, é hora de vacinar seu pet contra a raiva. É crucial que esta vacinação seja feita após a colocação do microchip e que sejam utilizadas vacinas importadas, pois as nacionais ou de campanhas públicas podem não ser reconhecidas pelas autoridades irlandesas.

O próximo passo é a realização do teste de sorologia da raiva, que deve ser feito pelo menos 31 dias após a vacinação.

Após o exame, é necessário um período de quarentena de 90 dias. Durante esse tempo, seu pet pode levar uma vida normal, mas não deve sair do Brasil. A contagem da quarentena começa no dia da coleta de sangue para a sorologia da raiva.

Documentações

Antes da viagem, é essencial obter um atestado de saúde veterinário, que deve ser emitido com no máximo 10 dias de antecedência à viagem. Este atestado confirma a saúde e a aptidão do pet para viajar.

Você também precisará obter o Certificado Veterinário Internacional (CVI ou CZI), que é emitido pelo Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro). 

O agendamento para este documento varia conforme a unidade do Vigiagro, por isso é importante verificar com antecedência.

Viagem com pet para a Irlanda

Para cães, é exigida a aplicação de vermífugo e anti pulgas entre 120 horas e 24 horas antes da chegada na Irlanda. Embora esta medida não seja obrigatória para gatos, recomendamos para a saúde e o bem-estar do animal.

Além disso, você deve providenciar a documentação necessária, incluindo:

Por fim, é importante escolher a kennel apropriada para o transporte do seu pet. Cada companhia aérea tem suas próprias regras, que definem as características das caixas de transporte de acordo com a espécie, raça, tamanho e peso do animal.

Para pets de pequeno porte que viajam na cabine, a caixa de transporte pode ser flexível, mas é sempre recomendável consultar a companhia aérea sobre a aceitação da marca da kennel.Quer ajuda mais específica? Nossos assessores podem ajudar! Entre em contato com a nossa equipe: [LINK WHATSAPP]

Quer encontrar materia sobre como viajar para outros países? Veja todos os artigos disponíveis em nosso blog: https://petviajante.com.br/blog/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *